Bolseiros de Esposende “trabalharam” nas férias

A Câmara Municipal de Esposende entregou bolsas de estudo a 47 estudantes do ensino superior do concelho, oriundos de famílias em desfavorecimento social, num investimento de 28 200 euros, correspondente a 600 euros por bolsa.

Esta medida enquadra-se no âmbito das políticas educativas e sociais do Município e traduz-se num importante contributo para o prosseguimento dos estudos destes jovens ao nível superior. Os bolseiros, em cumprimento do regulamento, desenvolveram trabalhos de índole social, ambiental, administrativa, cultural e/ou desportiva no Município, durante um período de 22 dias úteis/154 horas, no período de férias letivas.

Os estudantes tiveram, deste modo, oportunidade de estabelecerem contacto com o mundo do trabalho, nomeadamente com o funcionamento da Câmara Municipal e dos seus serviços, configurando uma experiência enriquecedora que contribui para a sua valorização pessoal e profissional, conforme assinalou o Presidente Benjamim Pereira, vincando a mais-valia desta “experiência de trabalho”, para além da questão da ajuda social.

Assinalando que “o mundo é muito competitivo”, Benjamim Pereira desafiou os bolseiros a colocarem dedicação e empenho tanto nos estudos como na atividade profissional que vierem a desenvolver, dizendo que o rigor e a responsabilidade são a chave do sucesso. Aproveitou a oportunidade para exortar os jovens a envolverem-se cívica e ativamente na comunidade, seja na política ou nos movimentos associativos, contribuindo, deste modo e de forma positiva, para o desenvolvimento e progresso da sua terra.

No ano letivo 2016/2017, o Município previa atribuir até 50 Bolsas de Estudo a estudantes do ensino superior, sendo que foram 47 os contemplados por reunirem os requisitos definidos no regulamento. Benjamim Pereira referiu que este apoio é uma ajuda fundamental para estas famílias, configurando o contributo do Município para a formação académica destes jovens.