Santa Catarina

Porto tem a rua com mais tráfego pedonal do país

O estudo “Comércio de Rua em Lisboa e Porto” da CBRE permitiu apurar que a artéria com o maior tráfego pedonal em Portugal é a Rua de Santa Catarina, no Porto. Em segundo e terceiro lugar ficam a Rua Augusta e a Rua Garrett, em Lisboa.

A CBRE realizou uma análise do trafego pedonal nas principais artérias de comércio em Portugal, nomeadamente em Lisboa (Avenida da Liberdade, Rua Garrett e Rua Augusta) e no Porto, (Rua de Santa Catarina, Rua dos Clérigos e Avenida dos Aliados). Tendo já realizado este tipo de análise no passado, a CBRE regista algumas diferenças observadas relativamente há dez anos.

A artéria com o maior tráfego pedonal em Portugal é a Rua de Santa Catarina, no Porto, com uma média de 4.200 pessoas por hora no período de maior tráfego. Mantém a liderança já observada em 2007 e regista um aumento de aproximadamente 20%.

Em Lisboa, a rua com maior tráfego é a Rua Augusta, com uma média de 3.600 pessoas por hora, no período de maior tráfego. A Rua Augusta destronou a Rua Garrett no segundo lugar, relativamente a 2007. Registou também um crescimento significativo, de 45% face à contagem efetuada na década passada.

A Rua Garrett é a segunda rua com maior tráfego pedonal de Lisboa, a terceira no país, com aproximadamente 3.100 pessoas por hora. Regista também o menor aumento face a 2007, com 15%. Note-se que há dez anos esta era já uma rua muito consolidada em termos de comércio, e onde os efeitos da alteração da lei do arrendamento e da reabilitação de edifícios foram menos sentidos.

Por fim, a Avenida da Liberdade – em Lisboa – foi a artéria que registou o menor fluxo, com uma média de 1.600 pessoas por hora. No entanto, registou o maior acréscimo em relação ao ano de 2008, um aumento de cerca de 80%. Para tal, terá contribuído certamente o crescimento do turismo e a abertura de um número significativo de lojas – mais de 70 numa década. Muitas destes estabelecimentos da Avenida da Liberdade são de marcas de prestígio internacional, como a Prada, Gucci, Miu Miu, Officine Panerai, A. Lange & Sohne, Cartier, COS, Hackett, Bvlgari e Versace, entre outras, presentes em Portugal exclusivamente nesta avenida.

Cristina Arouca, Diretora de Research da CBRE, avança uma explicação para os números apresentados, ao afirmar que “no Porto, as lojas de moda e acessórios de insígnias internacionais encontram-se concentradas predominantemente na Rua de Santa Catarina, ao contrário da capital portuguesa, onde as marcas internacionais estão presentes em maior escala em três localizações – Baixa, Chiado e Av. Liberdade – e que se pode traduzir numa maior dispersão do tráfego pedonal”.

Acrescenta ainda “Temos realizado análises semelhantes para centros comerciais e, perceber como é que as pessoas circulam nas principais ruas de comércio do país, é muito interessante para os retalhistas, que podem tomar decisões quanto às suas lojas, com informação muito relevante.”Santa Catarina