Presidente da Câmara visitou obra da Barragem de Daivões

Barragens do Tâmega também combatem a mimosa

Presidente da Câmara visitou obra da Barragem de DaivõesO presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, na qualidade de membro da Comissão de Acompanhamento Ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, visitou as obras de construção do empreendimento de Gouvães (central e escombreira) e da Barragem de Daivões (túnel de desvio do rio e escombreira).

A Comissão de Acompanhamento integra, para além dos presidentes de Câmara dos territórios abrangidos pelas barragens, os responsáveis e técnicos da APA – Agência Portuguesa do Ambiente Norte, da CCDRN – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, membros de ONG Ambientais, entre outros.

A construção da Barragem de Daivões no Rio Tâmega, no limite dos concelhos de Ribeira de Pena e Cabeceiras de Basto, teve o seu início em dezembro de 2014 e, neste momento, encontram-se em execução os acessos da margem direita do rio à frente de obra e a construção do túnel com um comprimento de 180 metros, escavado na margem esquerda, por onde o rio será desviado durante o período de construção da barragem propriamente dita (paredão). Decorrem também, em simultâneo, trabalhos de desmatação e de erradicação da planta invasora mimosa, bem como da monitorização da fauna e flora.

De salientar que a construção das três barragens – Daivões, Alto Tâmega e Gouvães (Sistema Eletroprodutor do Tâmega) integra o Plano Nacional de Barragens de elevado potencial hidroelétrico e criará 3500 postos de trabalho diretos e 10 mil indiretos no período de construção 2014/2023, representando um investimento global de 1.500 milhões de euros.